inovação para área da saúde

A busca constante do MedHyper pela inovação de produtos relacionados à área da saúde

Investir nos melhores produtos para saúde é fundamental para um diagnóstico assertivo, assim como para melhorar o tratamento e monitoramento de pacientes.

Afinal, equipamentos de alta qualidade proporcionam maior confiabilidade no resultado e um melhor cuidado com o indivíduo. Mas quando o assunto é inovação é preciso ir além.

A inovação de produtos relacionados à área de saúde diz respeito a fazer mais do que o esperado pelo paciente. A ideia é, diariamente, criar novas soluções, tecnologias e estudos voltados para melhorar a qualidade de vida e bem-estar da população.

Nesse sentido, um dos principais problemas de saúde do mundo é a hipertensão e a sua associação a outras patologias.

Para tanto, se faz necessário entender mais sobre essa doença, assim como os produtos criados para inovar e melhorar seu tratamento e diagnóstico. Acompanhe:

 

Hipertensão: fator de risco para uma série de outras doenças

Não é novidade que a hipertensão pode levar a uma série de complicações cardiovasculares.

Isso acontece porque a pressão alta é uma doença crônica e degenerativa, portanto, é capaz de desencadear complicações como o aumento do tamanho do coração e a insuficiência cardíaca.

Além disso, segundo dados do serviço de saúde dos Estados Unidos da América, a hipertensão arterial é responsável por 54% de todos os casos de AVC e 47% dos casos de infarto, fatais e não fatais, em todo o mundo.

É importante lembrar que a hipertensão é, normalmente, uma doença silenciosa. Mas, se diagnosticada precocemente e tratada da maneira correta, permite que o paciente tenha boa expectativa e qualidade de vida.

Hipertensão e a Fibrilação Atrial

É comum a hipertensão ser responsável pelo desencadeamento de arritmias cardíacas, especialmente a fibrilação atrial (quando o coração bate de forma descompassada), insuficiência cardíaca com dilatação do coração, acidentes vasculares cerebrais (AVC ou derrame) isquêmicos ou hemorrágicos, insuficiência renal e distúrbios cognitivos (demências vasculares) em idades avançadas”.

 

Fibrilação Atrial: um problema que merece atenção

A Fibrilação Atrial é um subtipo de arritmia cardíaca muito comum e que já atinge 2,5% da população do mundo. Isso corresponde a, aproximadamente, 175 milhões de pessoas. Entenda mais sobre essa patologia:

O que é Fibrilação Atrial?

A Fibrilação Atrial, também conhecida pelas sigla FA, consiste em uma alteração do ritmo cardíaco que passa a ser irregular e muito rápido.  Como resultado, isso pode levar o paciente a sentir sintomas como palpitações, fadiga e falta de ar.

Quais os principais riscos associados à Fibrilação Atrial?

A Fibrilação Atrial deve ser tratada de imediato, uma vez que pode causar AVC (Acidente Vascular Cerebral) e insuficiência cardíaca.

Prova disso, é que as pessoas com FA são sete vezes mais propensas a desenvolverem coágulos sanguíneos no interior dos átrios e sofrerem um AVC. Atualmente, o AVC segue sendo a segunda maior causa de mortes no mundo, segundo a OMS.

Como prevenir a Fibrilação Atrial?

Para se prevenir da Fibrilação Atrial é preciso manter hábitos saudáveis e controlar os níveis da pressão arterial, seja por meio de uma dieta com baixa ingestão de sal ou uso de medicamentos para controle da hipertensão.

Além disso, a recomendação é que os pacientes hipertensos façam o acompanhamento frequente da pressão arterial, tanto em domicílio quanto com um cardiologista.

Também se fazem necessários cuidados relacionados à obesidade e saúde emocional, uma vez que os estresses físicos e mentais elevam a pressão arterial.

Como funciona o diagnóstico dessa doença?

Pode-se dizer que a Fibrilação Atrial acontece em duas fases diferentes. A primeira delas é quando a doença ainda é silenciosa, o que dificulta seu diagnóstico.

Todavia, a identificação precoce da FA é fundamental para o sucesso do tratamento e prevenção do AVC. A boa notícia é que já existe uma tecnologia capaz de identificar a FA durante a medição da pressão arterial – a tecnologia AFIB da Microlife.

Na segunda fase da Fibrilação Atrial o paciente apresenta sintomas irregulares, como falta de ar, mal-estar, sensação de peso ou dor no peito, fraqueza, entre outros sintomas. A partir disso, o médico passará para o paciente uma série de exames para constatação da doença.

Qual é a importância do diagnóstico precoce de Fibrilação Atrial?

Como dito, o diagnóstico precoce da Fibrilação Atrial, ou seja, antes do aparecimento dos primeiros sintomas, é fundamental para prevenção do Acidente Vascular Cerebral.

Para isso, os pacientes hipertensos e profissionais da saúde podem contar com a ajuda de tecnologias que inovam no cuidado com o paciente. A tecnologia AFIB da Microlife, por exemplo, foi desenvolvida justamente para o diagnóstico precoce da Fibrilação Atrial. Conheça mais a seguir:

 

MedHyper: referência em inovação de produtos relacionados à área da saúde

A MedHyper é um projeto da MedLevensohn, especializado no cuidado de pacientes hipertensos. Todos os monitores de pressão arterial disponibilizados são exclusivos da Microlife – líder mundial no desenvolvimento e fabricação de produtos para diagnóstico médico.

Os equipamentos contam com tecnologia de ponta para inovar na área da saúde, proporcionando bem-estar e qualidade de vida aos pacientes portadores de hipertensão.

Para isso, a Microlife trabalha inovando na forma de medir a pressão arterial e ainda é a única empresa do mundo capaz de detectar Fibrilação Atrial durante a medição da PA. Conheça:

Tecnologia Microlife AFIB, a detecção de fibrilação atrial

A Microlife se destaca por conduzir estudos, tecnologias e métodos de medição inovadores. Essas tecnologias são empregadas nos monitores de pressão arterial da marca.

Por todo o mundo, instituições como as Universidades de Oxford, Atenas, Roma, Maastricht, Hong Kong e Nova York publicaram estudos clínicos sobre a linha AFIB da Microlife.

Microlife AFIB não faz um diagnóstico, mas fornece informações importantes para o seu médico, possa encaminhá-lo para confirmar a presença de FA.

 

Faça mais pela sua saúde!

Esse é só um exemplo de como a MedHyper e a Microlife atuam na inovação de produtos relacionados à área da saúde. Outros produtos da linha Microlife também oferecem maior precisão e identificação de arritmia cardíaca.

Nesse sentido, na hora de escolher o seu equipamento para monitorar a pressão arterial, opte pelo melhor. Invista na sua saúde.

Conheça toda a linha de produtos Microlife da MedHyper.

MedHyper


MedHyper

A MedLevensohn, empresa brasileira de distribuição de produtos para saúde e bem-estar com mais de 18 anos de atuação no mercado nacional, desenvolveu o Projeto MedHyper com o objetivo de prover uma vida equilibrada e de qualidade, com economia, informação, comodidade e tecnologia aos portadores de Hipertensão. Este poderoso aliado tecnológico, baseado nos mais modernos sistemas de telessaúde do mundo, visa trazer benefícios diretos aos seus participantes. De uma forma prática e eficiente, o MedHyper é uma ferramenta importante no controle de problemas crônicos e de difícil solução através de métodos usuais.

Comentar

Os comentários estão desativados.

Assine nossa newsletter

Gostaria de receber informações e comunicações do projeto MedHyper via email com a opção de descadastramento a qualquer momento.

Contato