Equipamentos da MAPA com qualidade extrema e valores competitivos? Conte com o MedHyper.

Segundo uma pesquisa realizada pelo Ministério da Saúde em 2019, a hipertensão é a doença crônica mais comum entre os brasileiros, com incidência de 24,5%. No ranking, a pressão alta fica na frente de doenças como diabetes (7,4%) e obesidade (20,3%).

 

Outro dado preocupante é o número de pessoas que vão à falência por causas diretas e indiretas da hipertensão. No Brasil, a pressão alta é a doença que mais mata, tirando a vida de 1 brasileiro a cada 90 segundos, de acordo com a Sociedade Brasileira de Cardiologia. 

 

Para mudar o atual cenário e salvar vidas, é necessário prevenir, diagnosticar e tratar os fatores de risco e a hipertensão o quanto antes. 

 

Nesse contexto, cada um precisa fazer a sua parte. Os brasileiros devem criar hábitos de vida saudável, assim como, medir a pressão arterial ao menos uma vez ao ano como forma de prevenção.

 

 Já os profissionais de saúde precisam contar com equipamento de extrema qualidade para diagnóstico e monitoramento dos pacientes hipertensos. Para saber mais, continue a leitura!

Como ocorre o diagnóstico de um paciente hipertenso?

Para o diagnóstico da hipertensão arterial é preciso realizar uma consulta médica. O diagnóstico, muita das vezes, se dá por meio dos exames MAPA ou MRPA. 

 

A avaliação inicial da doença é feita nas seguintes etapas:

 

  • Suspeita de hipertensão e identificação de causa secundária;
  • Avaliação do risco cardiovascular do paciente;
  • Avaliação das lesões de órgão alvo (LOA) e as doenças associadas;
  • Diagnóstico da doença.

 

Para aferição da pressão arterial, dentro e fora do consultório médico, deve-se utilizar as técnicas adequadas, assim como, monitores de pressão arterial validados e calibrados.

Qual é a triagem para a hipertensão arterial?

Conforme a Diretriz de Hipertensão de 2020, a medida da pressão arterial no consultório são indicados três diferentes caminhos:

 

 

  • Os pacientes com medidas de pressão arterial, no consultório, entre: PA ótima (até 120/80 mmHg) e PA normal (120-129 / 80-84 mmHg), devem repetir as medidas anualmente como forma de prevenção da doença.

 

  • Se o paciente apresentar, no consultório, medidas de pressão arterial entre: Pré Hipertensão (130 – 139 / 85 89 mmHg) e Hipertensão estágios 1 e 2 (140-179 / 90-109 mmHg) deve-se indicar a realização dos exames MAPA ou MRPA. 

 

  • Se o paciente apresentar, no consultório, medidas de pressão arterial entre: Hipertensão estágio 3 >180/110 mmHg e Emergência Hipertensiva: 130-139 / 85-89 mmHg. O paciente deve ser encaminhado ao serviço de urgência e já é diagnosticado com Hipertensão Arterial. 

O que é o exame MAPA?

A medida isolada da pressão arterial permite que o médico compreenda um pouco sobre o estado de saúde daquele paciente. No entanto, uma única medida não é o suficiente para o diagnóstico de hipertensão arterial, exceto quando o paciente já está em HA estágio 3. 

 

O recomendado é que o diagnóstico de hipertensão arterial seja baseado em várias medições, isto é, em mais de uma consulta ou por meio do exame MAPA ou MRPA.

 

A MAPA 24h (Monitorização Ambulatorial da Pressão Arterial) é um exame usado para aferir a pressão arterial de um paciente durante a sua rotina. Este exame é fundamental para o diagnóstico correto de hipertensão e acompanhamento do paciente hipertenso. 

Como é feito o exame MAPA?

Um monitor de pressão arterial e um manguito são acoplados ao paciente que permanece com o equipamento por no mínimo 21h. O objetivo é monitorar oscilações e picos na pressão arterial durante a rotina diária, inclusive, durante o sono. 

 

Para isso, a cada 15 ou 20 minutos, durante o dia, o equipamento realiza automaticamente a medição da pressão arterial. Durante a noite, o monitor de pressão arterial faz a medição a cada 20 ou 30 minutos. 

 

As medidas são armazenadas no dispositivo e, posteriormente, avaliadas pelo cardiologista. 

Quando o exame MAPA é indicado?

O exame MAPA é indicado em casos de suspeita de hipertensão arterial do avental branco, isto é, quando há um aumento da pressão arterial no consultório, mas a PA do paciente é normal. 

 

A MAPA também é indicada quando há suspeita de normotensão do avental branco, portanto, quando a pressão arterial é normal no consultório, mas é elevada fora dele. 

 

Além disso, a MAPA deve ser realizada na avaliação do tratamento anti-hipertensivo, por exemplo, para avaliar se o medicamento tem tido o efeito esperado, e para análise de sintomas relacionados à variação da pressão arterial, como tonturas e sensação de desmaio. 

Quais são as vantagens do exame MAPA?

Dentre as principais vantagens do exame MAPA podemos citar:

 

  • Permite o acompanhamento da pressão arterial até mesmo durante o sono;
  • Medições da pressão arterial em condições de vida real;
  • Maior engajamento do paciente com diagnóstico e tratamento;
  • Importante para identificação de HA do avental branco ou HA mascarada;
  • Maior número de medidas obtidas;
  • Permite avaliar variações da PA em curtos períodos de tempo;
  • Evidência prognóstica mais robusta.

Qual aparelho usar? Conheça o MAPA Microlife Watch BP 03 com AFIB

A escolha do equipamento adequado é fundamental para o sucesso do exame. Pensando nisso, a MedHyper trouxe para o Brasil o monitor de pressão arterial para a MAPA da Microlife. O equipamento é avançado, fácil de usar e completamente acessível.

 

O MAPA Microlife Watch BP 03 com AFIB coleciona certificações nacionais e internacionais, sendo mundialmente conhecido. O monitor foi criado especialmente para a realização do exame MAPA, por isso, une qualidade extrema e conforto para o paciente.

 

Conheça a seguir os benefícios e diferenciais do equipamento:

Permite melhor condução do diagnóstico e tratamento

O MAPA Microlife Watch BP 03 com AFIB permite a coleta de medições precisas da pressão arterial, inclusive, durante o sono do paciente. Portanto, o equipamento auxilia o profissional da saúde a ter uma boa visão geral do padrão diário da pressão arterial. 

Detecção da Fibrilação Atrial durante a aferição da pressão

O monitor para a MAPA da Microlife conta com tecnologia exclusiva AFIB que permite a detecção de fibrilação atrial durante a aferição da pressão. A fibrilação atrial é o tipo de arritmia sustentada mais comum do mundo e aumenta em 5 vezes a chance do paciente ter um AVC.

 

Tal arritmia é assintomática em 50% dos casos, portanto, o diagnóstico por oportunidade, principalmente, em pacientes acima de 65 anos é fundamental. A Microlife é a única empresa do mundo validada para a tecnologia AFIB. 

Melhor avaliação de pacientes renais e diabéticos

Alguns equipamentos podem apresentar medições imprecisas para pacientes do grupo especial, como diabéticos e pacientes com doenças renais avançadas. Por isso, são necessárias validações especiais para uso do monitor nesses pacientes. 

 

O monitor para a MAPA da Microlife garante medidas mais precisas e validadas para pacientes com doença renal avançada e diabéticos do tipo I e II. O equipamento também permite o monitoramento de pacientes a partir dos 3 anos de idade.

Único com software integrado

O monitor para MAPA Microlife possui um software de comunicação de dados com a plataforma medSis. O medSis é uma ferramenta usada para centralizar laudos que serão emitidos pelo médico, facilitando a rotina do profissional.

Conforto para o paciente

O equipamento oferece mais conforto ao paciente avisando previamente à aferição da medida (o sinal sonoro pode ser desativado). Além disso, o manguito do equipamento é 100 cm, garantindo mais conforto durante o sono e rotina.

Excelente custo benefício

Além de ser um equipamento de qualidade extrema, o monitor MAPA Microlife também oferece valores competitivos, garantindo lucratividade para o hospital ou consultório.

 

O exame MAPA é diário, portanto, tem produtividade mensal de 20 a 30 exames. No Brasil, o valor do exame varia de acordo com a região, mas está na faixa de R$80,00 a R$140,00. Nesse contexto, o faturamento médio é de R$2.7500,00 por mês por equipamento.

 

O MedHyper também disponibiliza o aluguel do equipamento, assim como, combos promocionais. 

 

Quer saber mais? Então, entre em contato que a MedHyper está preparada para te ajudar!

equipamentos mapa, MedHyper, microlife


MedHyper

A MedLevensohn, empresa brasileira de distribuição de produtos para saúde e bem-estar com mais de 18 anos de atuação no mercado nacional, desenvolveu o Projeto MedHyper com o objetivo de prover uma vida equilibrada e de qualidade, com economia, informação, comodidade e tecnologia aos portadores de Hipertensão. Este poderoso aliado tecnológico, baseado nos mais modernos sistemas de telessaúde do mundo, visa trazer benefícios diretos aos seus participantes. De uma forma prática e eficiente, o MedHyper é uma ferramenta importante no controle de problemas crônicos e de difícil solução através de métodos usuais.

Assine nossa newsletter

Gostaria de receber informações e comunicações do projeto MedHyper via email com a opção de descadastramento a qualquer momento.

Contato