monitorar a pressão arterial

Entenda a importância de monitorar a pressão arterial

Você sabia que a hipertensão arterial é uma doença perigosa, que leva à morte mais de 200 mil brasileiros por ano e acomete cerca de 60 % dos idosos no Brasil?

Com números tão significativos, a hipertensão arterial se tornou alvo de estudos, criação de novos protocolos, desenvolvimento de fármacos e adoção de diversos exames e equipamentos capazes de ajudar a detectar e monitorar a doença.

No artigo abaixo você pode saber mais sobre a hipertensão e conhecer os equipamentos de MAPA e MRPA da Microlife. Acompanhe e boa leitura!

Hipertensão arterial 
Cerca de 31 milhões de brasileiros sofrem de hipertensão arterial (HA). Muitos nem sequer sabem que convivem com a doença por um único motivo: a HA só apresenta sinais e sintomas em seu estágio avançado, podendo levar anos até que o indivíduo sinta os primeiros indícios de que a doença está lá.

Sem sentir nada de diferente, a pessoa vive uma vida normal. Se alimenta sem restrições, muitas vezes permanece sedentário, abusa do cigarro e do álcool, fatores que agravam ainda mais a doença.

Ainda que a hipertensão arterial afete mais os idosos, boa fatia dos brasileiros jovens, a partir de 18 anos, também são hipertensos. Fatores genéticos e maus hábitos contribuem para o acometimento em pessoas jovens.

Mas afinal, o que é a Hipertensão arterial?
A hipertensão arterial é uma patologia que afeta principalmente o sistema circulatório, incluindo vasos sanguíneos e o coração. Ela acontece quando há uma alteração na força exercida pelo sangue contra as artérias do corpo. Mais alta que o normal, essa pressão exercida de maneira prolongada causa desgaste e sobrecarga do músculo cardíaco, podendo abrir portas para diversas doenças, aumentando as chances, inclusive, de infarto do miocárdio.
Muitas vezes, os médicos não sabem explicar os motivos reais que justifiquem o aparecimento da doença em determinado indivíduo, no entanto há fatores que podem explicar o desequilíbrio da pressão arterial.
São eles:

Fatores genéticos
Quando a pessoa hipertensa tem na família parentes com histórico de hipertensão arterial ou de infarto do miocárdio por parte de pais, avós, irmãos ou tios. Mesmo que você não apresente nenhum sintoma ligado à pressão alta, mas possui parentes com a doença, as chances de você também ser hipertenso é significativamente maior do que uma pessoa que não apresenta hipertensos na família.

Fator idade
Apesar de haver jovens hipertensos, homens com mais de 50 anos e mulheres a partir dos 55 tem maiores chances de desenvolverem a doença.

Sobrepeso
O excesso de peso contribui para o aparecimento da pressão alta.

Consumo excessivo de sal
O sal, um vilão quando o assunto é pressão alta, precisa ser consumido com parcimônia. A Organização Mundial da Saúde (OMS) recomenda a ingestão de apenas 5g de sal por dia. No entanto, a média de consumo do brasileiro é quase três vezes maior do que o indicado: cerca de 12g.

Estresse
A liberação de cortisol e adrenalina, que acontece quando alguém se encontra em uma situação de estresse, aumenta a pressão arterial.

Sedentarismo, consumo excessivo de álcool e cigarro
Um estilo de vida sedentário, combinado ao uso excessivo de bebidas alcoólicas e o tabagismo são uma combinação perigosa, capaz de provocar doenças do coração.

Exercitar-se e abandonar o cigarro, ajuda a prevenir a hipertensão e outras doenças.

Vale ressaltar que ter fatores de risco não significa que você é hipertenso. É preciso monitorar a saúde, visitar o cardiologista e aferir a pressão de forma correta.

MAPA E MRPA
Muitas vezes, medir a pressão em ambiente clínico pode não apresentar resultados fidedignos por diversos fatores. Tensão por estar diante do médico, nervosismos, dentre outros fatores, podem alterar a pressão. Para obter resultados mais reais e auxiliar em diagnósticos mais precisos, há dois exames muito utilizados por cardiologistas: a MAPA e o MRPA, também conhecido como MAPA de 5 dias.

MAPA
A MAPA (Monitorização Ambulatorial de Pressão Arterial) é um exame que monitora durante 24 horas a pressão arterial do paciente, realizando diversas medições durante todo esse período, inclusive durante o sono.

Calcula-se que o número de aferições de pressão feitas durante a realização da MAPA gire em torno de 50 a 80.  Nele, o paciente coloca uma braçadeira, que infla em momentos pré-determinados para medir a pressão ao longo de um dia. O aparelho registra as medições e, ao final, o médico acessa os resultados através de um software inteligente, que por meio de gráficos e relatórios, mostra os todos os números e médias, facilitando a interpretação dos números mostrados.

Para que o MAPA seja realizada com perfeição, é preciso de um equipamento confiável, durável, confortável e que realize medições precisas. Para suprir esta demanda, a Microlife, uma empresa pioneira na criação e fabricação de equipamentos para monitoramento e saúde, apresenta o Monitor Microlife Watch BP 03 AFIB.

Medidor de pressão arterial Microlife
Seguindo as recomendações de órgãos internacionais como a Sociedade Europeia de Hipertensão (ESH) e da Associação Norte Americana do Coração (AHA).
Características
• Monitoramento Ambulatorial da Pressão Arterial (MAPA) e detecção de FA com alta precisão;
• Clinicamente validado pela ESH e pela Associação Americana do Coração (AHA) para medição ambulatorial;
• Dois modos de medição: Modo Ambulatory para monitoramento ambulatorial (MAPA) de 24h e Modo Casual para medição regular;
• Detecção da fibrilação atrial (FA);
• Memória dos últimos 250 resultados no Modo Ambulatory e 250 últimos resultados no Modo Casual
• Monitora com precisão e acuracidade que só a Microlife possui
• Tecnologia AFIB, exclusividade Microlife que permite detectar Fibrilação Atrial por meio de simples medição de pressão.
• Tamanho e peso reduzidos para maior conforto
• Cabo de manguito mais longo para oferecer mais mobilidade aos pacientes.

MRPA
O exame MRPA (Monitorização Residencial da Pressão Arterial), também conhecido como MAPA de 5 dias, tem como objetivo monitorar a pressão arterial por um período de, no mínimo 5 dias.
Diferente da MAPA, o paciente não precisa permanecer com o equipamento no corpo. Ele mesmo ou outra pessoa precisa realizar as medidas em determinadas horas do dia. O médico vai determinar o protocolo com os horários para a realização das medições. Geralmente, recomenda-se realizar três medições pela manhã, três a tarde e três a noite.

Para que o exame de MRPA tenha sucesso, é preciso utilizar um equipamento confiável, de fácil utilização e interpretação para que todos os pacientes consigam faze-lo sem grandes dificuldades.

Para isso, a Microlife trouxe para o mercado brasileiro por meio do Medhyper o MRPA Microlife BP A200

Medidor digital de pressão arterial Microlife

Digital, ele segue com rigor as recomendações da Sociedade Europeia de Hipertensão (ESH) e da Associação Norte Americana do Coração (AHA) para o Monitoramento Residencial da Pressão Arterial.
• Memória para 200 medições (data e hora);
• Tecnologia AFIB (Atrial Fibrillation): Detecção de fibrilação atrial;
• Tecnologia MAM (Microlife Average Mode): Média das três últimas medições;
• Sensor inteligente de inflação da braçadeira e de movimento;
• Conexão para transmissão de dados USB;
• Software Blood Pressure Analyzer (BPA);
• Fonte de energia elétrica opcional;
• Permite utilização de bateria recarregável;
• Desligamento automático;
• Comunicação com o PC via USB
• Validação Clínica: Protocolo BHS A/A (Uso Hospitalar) e ESH.
Garantia de 5 anos

Benefícios:
• Monitor extremamente compacto e inovador, dando maior comodidade ao paciente;
• Desenvolvido pela Microlife, com garantia de precisão e acuracidade absolutas;
• Fácil e simples de us
• Tecnologia AFIB, para detecção da Fibrilação Atrial, umas das principais causas do AVC que, por sua vez, é a principal causa de internações hospitalares no Brasil;

Agora que você já conhece as vantagens de contar com os equipamentos Microlife, que tal incorporar no dia a dia de seu consultório?
Fale conosco e tenha diagnósticos mais precisos e equipamentos mais duráveis!


MedHyper

A MedLevensohn, empresa brasileira de distribuição de produtos para saúde e bem-estar com mais de 18 anos de atuação no mercado nacional, desenvolveu o Projeto MedHyper com o objetivo de prover uma vida equilibrada e de qualidade, com economia, informação, comodidade e tecnologia aos portadores de Hipertensão. Este poderoso aliado tecnológico, baseado nos mais modernos sistemas de telessaúde do mundo, visa trazer benefícios diretos aos seus participantes. De uma forma prática e eficiente, o MedHyper é uma ferramenta importante no controle de problemas crônicos e de difícil solução através de métodos usuais.

Comentário (6)

Os comentários estão desativados.

Assine nossa newsletter

Gostaria de receber informações e comunicações do projeto MedHyper via email com a opção de descadastramento a qualquer momento.

Contato