Quais são os principais sintomas de quem tem pressão alta?

A hipertensão arterial é um dos principais problemas de saúde pública no Brasil e no mundo.

Afinal, ela é uma doença crônica, degenerativa e muito perigosa. No Brasil, estima-se que mais de 200 mil pessoas percam a vida todos os anos por causa da pressão alta.

Um dos grandes desafios da doença está na sua identificação. Isso porque a hipertensão arterial não apresenta sintomas na grande maioria dos casos.

Quando o paciente começa a apresentar alguns sintomas, normalmente, é sinal de aumento súbito da pressão arterial ou estágio avançado da doença.

Para  explicar melhor sobre o assunto, preparamos este conteúdo.

Aqui você vai conhecer quais são os principais sintomas de quem tem pressão alta, como identificar a doença e diversas outras informações importantes sobre o assunto. Confira!

Você sabe o que é hipertensão arterial?

Antes de tudo precisamos entender rapidamente o que é pressão alta. A doença é popular, mas pouco entendida pela grande maioria dos brasileiros.

A hipertensão arterial é caracterizada pelo aumento da pressão sanguínea nas artérias. Na prática, há um enrijecimento dos vasos sanguíneos e, por isso, o sangue passa com mais dificuldade, exercendo maior pressão sobre as artérias.

Como resultado, o coração precisa bombear com mais força para que o sangue consiga atingir todo o organismo. À medida que o tempo passa e a pressão arterial segue elevada, as artérias começam a ser danificadas e o coração sofre com o trabalho excessivo. 

Por isso, a pressão alta, acima de 14/9 mmHg monitorada e não como fator isolado, quando não controlada aumenta o risco do paciente desenvolver doenças cardiovasculares, como infarto e AVC (Acidente Vascular Cerebral), e problemas renais.

Quais são as causas da hipertensão arterial?

No Brasil, 35% da população adulta têm pressão alta, sendo a doença crônica mais incidente no país. 

Desse total, 95% dos pacientes possuem hipertensão arterial primária, isto é, quando a pressão alta é decorrente de fatores genéticos e maus hábitos de vida. Por exemplo, má alimentação, consumo excessivo de sal e sedentarismo.

Os outros 5% são pacientes com hipertensão secundária. Nesse caso, a doença é decorrente de algum outro problema de saúde, por exemplo, estreitamente de uma artéria renal. 

A hipertensão primária é uma doença crônica, no entanto, o paciente pode ter uma excelente qualidade de vida. Já a hipertensão secundária pode ser reversível ao solucionar o problema que têm causado o aumento da pressão arterial.

Porque muita gente não sabe que tem a doença?

Segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS) mais de 1 bilhão de pessoas em todo mundo têm hipertensão arterial. Porém, só um terço desses pacientes sabe do diagnóstico. 

O principal motivo desse cenário é que a hipertensão arterial é uma doença silenciosa, portanto, a grande maioria dos portadores não apresentam sintomas e não buscam acompanhamento médico. 

No entanto, é fundamental que todo o cidadão, a partir dos 3 anos de idade, realize a aferição da pressão arterial uma vez ao ano. Quanto antes for realizado o diagnóstico, melhores são as chances de sucesso do tratamento. 

No entanto, existem alguns sintomas que podem ser vistos como um sinal de alerta para o estágio avançado da hipertensão arterial. Conheça a seguir.

Quais são os sintomas de pressão alta?

Quando a pressão arterial aumenta brutalmente, por exemplo, em uma situação de estresse, os sintomas comuns são:

  • Dor de cabeça;
  • Dor na nuca;
  • Tontura;
  • Enjoo;
  • Zumbido no ouvido;
  • Sensação de mal estar;
  • Visão dupla ou embaçada;

Outros sintomas relacionados à hipertensão também podem surgir nos órgãos que ela afeta, por exemplo, o coração. Nesse caso, o paciente pode sentir palpitações, arritmia e falta de ar.

No entanto, todos esses sintomas de pressão alta só aparecem quando a pressão arterial está muito elevada naquele momento.

Quando a pressão arterial aumenta gradualmente ao longo dos anos é pouco comum que o paciente apresente sintomas. Isso acontece porque o corpo se acostuma com as pequenas alterações e não demonstra que há algo errado.

Por isso, sempre meça a sua pressão arterial quando poder, como forma de prevenir e diagnosticar a doença. 

O que fazer em uma crise hipertensiva?

Se você estiver com esses sintomas, o recomendado é medir a pressão arterial imediatamente com um aparelho próprio (ou da farmácia). 

Caso comprove a elevação dos níveis da pressão arterial (acima de 14/9 mmHg), tome o medicamento prescrito pelo cardiologista (em caso de pacientes já diagnosticados com hipertensão arterial) ou procure ajuda médica imediatamente.

Quais são os sintomas de pressão alta na gravidez?

Algumas mulheres podem ter pressão alta durante a gravidez (pré-eclâmpsia) e o quadro pode trazer sérios riscos para a mãe e para o bebê. 

Para diagnosticar a doença, deve-se realizar o acompanhamento pré-natal.

No entanto, existem também alguns sintomas que podem ser vistos como sinal de alerta, por exemplo, dores no abdômen e nas pernas e inchaço nos pés, principalmente, no fim de gestação.

Como identificar hipertensão arterial?

Para diagnosticar a hipertensão arterial é necessário buscar ajuda médica. Normalmente, a doença é descoberta em consultas de rotina ou quando há um aumento súbito da pressão arterial e o paciente vai até um pronto-socorro.

Para confirmar o diagnóstico, o médico realiza a aferição da pressão arterial em diferentes momentos. Em diversos casos, o médico solicita o exame MAPA em que são realizadas diversas medições da pressão arterial durante 24 horas.

Como o Medhyper pode ajudar na prevenção e controle da hipertensão arterial?

O Medhyper é um projeto criado para melhorar a qualidade de vida de pacientes hipertensos. 

Para isso, a empresa traz para o Brasil alguns dos melhores monitores de pressão arterial do mundo, todos da marca Microlife – líder mundial em equipamentos para diagnóstico médico.

Os monitores podem ser utilizados para monitoramento regular da pressão arterial e para realização de exames como MAPA e MRPA. A alta qualidade, tecnologia de ponta e precisão sobre pilares dos monitores Microlife.

Conheça as linhas de monitores de pressão arterial e se surpreenda!

MedHyper, medlevesohn, pressão alta

Comentar

Os comentários estão desativados.

Assine nossa newsletter

Gostaria de receber informações e comunicações do projeto MedHyper via email com a opção de descadastramento a qualquer momento.

Contato