Vantagens do medidor de pressão arterial doméstico para idosos

A hipertensão arterial na terceira idade é um problema comum, sua prevalência chega a 2/3 dos indivíduos com mais de 65 anos de idade.

A doença é grave, silenciosa e pode acarretar na diminuição da qualidade e da expectativa de vida do idoso.

Isso porque a pressão alta é o principal fator de risco para o desenvolvimento de problemas cardiovasculares, como AVC (Acidente Vascular Cerebral) e infarto.

A boa notícia é que, se a doença for diagnosticada e tratada adequadamente, os níveis da pressão arterial podem ser controlados e o paciente pode ter uma vida normal.

Dentre as práticas necessárias para controle da hipertensão arterial está a aferição da pressão arterial em domicílio por meio de um bom medidor. Por isso, prática de automedir a pressão arterial é fundamental em todas as fases da vida, inclusive, na terceira idade.

Para entender mais sobre o assunto e conhecer as vantagens do medidor de pressão arterial doméstico para idosos, continue a leitura!

Monitorar a pressão arterial em casa: um favor à saúde

Todo o cidadão deve conhecer a sua pressão arterial, especialmente, pacientes hipertensos.

Afinal, somente assim é possível identificar variações na pressão arterial e realizar o cuidado adequado para controlar os níveis da PA.

E, nesse contexto, medir a pressão arterial em casa tem um papel importante.

Não é à toa que a automedicão é defendida por médicos e especialistas de todo o mundo que afirmam que as medições fora do consultório podem contribuir para o sucesso do tratamento e para prevenção de acidentes e de complicações.

Portanto, considerando que a hipertensão arterial é mais prevalente na terceira idade – por mais ela que possa atingir todas as faixas etárias – é fundamental que todo o idoso tenha um medidor de pressão arterial em casa. Entenda mais a seguir.

Benefícios do medidor de pressão arterial doméstico para idosos

A seguir, confira alguns motivos para você, idoso, ter um medidor de pressão arterial em casa.

1.     Acompanhamento adequado da pressão arterial

Medir a pressão arterial em casa é uma ação extremamente importante para que o idoso conheça as variações da sua pressão arterial ao longo do dia.

Somente assim ele é capaz de acompanhar a efetividade do tratamento e identificar possíveis alterações da pressão arterial que fogem da normalidade.

Por exemplo, imagine uma situação em que o medicamento anti-hipertenstivo foi trocado. Por mais que dentro do consultório médico a pressão arterial pareça controlada, pode ser que em casa ocorra uma elevação dos níveis da pressão arterial.

A melhor maneira de identificar tais brechas no tratamento é por meio do acompanhamento da pressão arterial em domicílio.

Os resultados das aferições podem ser passados ao médico cardiologista como fonte de informação adicional, sendo uma estimativa real da pressão arterial do paciente.

2.   Ser ativo seu tratamento anti-hipertensivo

Como vimos, um medidor de pressão arterial doméstico para idoso permite que ele conheça os níveis da própria pressão arterial, certo?!

Outra grande vantagem disso é que, ao aferir a pressão arterial com frequência, o paciente entende o que é normal no caso dele e é capaz de identificar hábitos que aumentam a pressão arterial.

Como resultado, é muito mais simples evitar o descontrole da pressão arterial, uma vez que o paciente sabe quais ações deve evitar.

Além disso, o idoso consegue ser mais ativo nas consultas e auxiliar o médico fornecendo informações importantes sobre as medições realizadas em casa.

Por fim, medir a pressão arterial em casa colabora para identificação ágil de crises hipertensivas, o que previne ataques cardíacos e derrames.

3.   Acompanhamento da frequência cardíaca

Além de mostrar a pressão arterial, os monitores também mostram a frequência cardíaca do paciente, que é um importante sinal vital.

Como resultado, é possível usar os dados para interpretações clínicas importantes, inclusive, na hora da triagem de socorro.

Por exemplo, em uma situação em que o paciente afere a pressão arterial em casa e detecta uma situação de urgência, ele pode informar para o SAMU as informações obtidas no monitor, tanto da PA quanto dos batimentos cardíacos.

Assim, há uma melhor triagem do paciente e, se a situação for grave, certamente o socorro será antecipado.

Além disso, alguns monitores podem apontar arritmias cardíacas e a informação deve ser levada ao médico para antecipar o diagnóstico.

4.   Reduz o risco de queda

Não é novidade que cair é um grande risco para o idoso, sendo a terceira maior causa de morte entre pessoas com mais de 65 anos de idade. O problema é tão comum que, no mundo inteiro, um terço dos idosos caem pelo menos uma vez ao ano.

No dia a dia, existem diversos motivos que podem levar a queda e, entre eles, está à hipotensão postural. Ela acontece quando o indivíduo está em uma posição sentado ou deitado e se levanta, ou seja, muda de posição.

Quando se é jovem, o corpo não enfrenta grandes problemas para controlar essa alteração de pressão.

No entanto, com o passar dos anos, pode haver uma falha dos mecanismos compensatórios de pressão e o sangue, que estava na cabeça e tronco, pode se deslocar para as pernas.

Como resultado, há uma baixa da pressão arterial no cérebro por alguns momentos, o que pode causar tontura e levar o idoso a queda.

Mas, e o que isso tem a ver com monitores de pressão arterial? Bom, um dos motivos que pode levar a hipotensão postural é o mau controle da pressão arterial desse paciente, especialmente, quando a pressão arterial está alta e cai.

Portanto, é fundamental fazer o controle da pressão arterial em casa para que o médico cardiologista consiga entender as variações da pressão arterial desse paciente em diferentes posições e possa definir o melhor tratamento para o controle rigoroso da pressão arterial.

Como escolher um medidor de pressão arterial doméstico para idosos?

Atualmente, existem no mercado centenas de opções de aparelhos de pressão arterial domésticos. E, como vimos, a ferramenta é uma excelente maneira de acompanhar a saúde e melhorar a qualidade de vida do paciente idoso.

No entanto, escolher o monitor mais adequado faz a diferença na hora das medições.

Isso porque alguns equipamentos possuem tecnologias exclusivas que podem fazer ainda mais pela saúde do idoso. Além disso, é importante escolher um medidor de pressão arterial que seja simples de usar e fácil de interpretar.

Por fim, também é preciso considerar a precisão dos resultados e a durabilidade do monitor. Muita coisa, não é mesmo?!

Confira o conteúdo sobre como cuidar da sua pressão arterial.

MedHyper, medidor de pressão arterial, pressão arterial


MedHyper

A MedLevensohn, empresa brasileira de distribuição de produtos para saúde e bem-estar com mais de 18 anos de atuação no mercado nacional, desenvolveu o Projeto MedHyper com o objetivo de prover uma vida equilibrada e de qualidade, com economia, informação, comodidade e tecnologia aos portadores de Hipertensão. Este poderoso aliado tecnológico, baseado nos mais modernos sistemas de telessaúde do mundo, visa trazer benefícios diretos aos seus participantes. De uma forma prática e eficiente, o MedHyper é uma ferramenta importante no controle de problemas crônicos e de difícil solução através de métodos usuais.

Assine nossa newsletter

Gostaria de receber informações e comunicações do projeto MedHyper via email com a opção de descadastramento a qualquer momento.

Contato