Diabetes e a alimentação

Em 2020, estima-se que cerca de 460 milhões de pessoas no mundo vivam com a diabetes, o que corresponde a 9,3% da população adulta do planeta (entre 20 e 79 anos). 

O Brasil é o quinto país com maior incidência da doença, que já atinge cerca de 16,8 milhões de brasileiros, de acordo com dados do Atlas de Diabetes do IDF.

A questão é que a diabetes é uma doença que, na maioria das vezes, está intimamente relacionada aos hábitos alimentares do paciente. 

Por isso, uma dieta equilibrada é fundamental para evitar os problemas decorrentes dessa doença. 

Há, inclusive, uma recomendação de quais alimentos o diabético deve consumir e também quais alimentos ele deve evitar. 

Quer saber mais sobre o assunto?! Então, continue a leitura para entender mais sobre a diabetes e sobre a importância dos portadores dessa doença cuidarem da alimentação.

Além disso, confira o que deve e o que não deve fazer parte da dieta desse grupo de pacientes e ainda quais são os outros cuidados que os diabéticos devem adotar para ter boa qualidade de vida. 

Vamos lá?!

O que é diabetes?

Você sabe o que é diabetes? É uma doença que se caracteriza pela elevação do nível de glicose no sangue. Isso acontece porque o pâncreas não produz insulina ou não produz em quantidade suficiente para ajudar a glicose a entrar nas células.

Portanto, se houver a falta desse hormônio ou se ele não agir corretamente, haverá um aumento da glicose no sangue e, consequentemente, a diabetes.

Há três tipos de diabetes:

Diabetes tipo 1

Ela é caracterizada por não haver produção de insulina no pâncreas em decorrência de um defeito no sistema imunológico, fazendo com que os anticorpos ataquem as células que produzem esse hormônio.  

O diabetes tipo 1 normalmente aparece na infância ou adolescência e ocorre em cerca de 5 a 10% dos pacientes diabéticos. Entretanto, ela também pode acometer adultos.

Diabetes tipo 2

Já a diabetes do tipo 2 é caracterizada pela dificuldade de absorção da insulina pelas células beta pancreáticas ou a diminuição da produção desse hormônio. 

Esse tipo ocorre em cerca de 90% dos casos, acometendo principalmente adultos a partir dos 50 anos. Contudo, cada vez mais se observa o desenvolvimento dessa doença em adultos jovens devido à obesidade. 

Diabetes gestacional

Há, ainda, a diabetes gestacional. Nesse caso, ocorre o aumento da resistência à insulina durante a gestação. Ela pode ou não persistir após o parto.

As causas prováveis podem estar relacionadas com problemas genéticos, uso de medicamentos, doenças, entre outras. 

Como a alimentação pode ser utilizada como aliada no combate e controle da diabetes?

Ainda que não tenha cura, a diabetes pode ser controlada e até mesmo evitada com a adoção de bons hábitos. Entre eles, destaca-se a alimentação. 

Isso porque existem alimentos que ajudam a aumentar o nível de glicose no sangue, contribuindo para o agravamento da doença.

Enquanto outros ajudam a manter o nível de glicose equilibrado por serem de baixo índice glicêmico. Há, ainda, aqueles que ajudam a regular a glicose.

Portanto, a alimentação é um fator provocante, podendo ajudar no controle ou descontrole da glicose. 

Nesse contexto, é essencial que o paciente diabético saiba quais são os alimentos que deve consumir e quais deve evitar, como veremos a seguir! 

Quais são os alimentos que o diabético deve consumir?

Para evitar a diabetes (ou descontrole da doença) é importante que o indivíduo tenha uma alimentação bem variada, composta por alimentos que colaboram para estabilizar o índice glicêmico.

Entre esses alimentos, estão:

  • grãos integrais: farinha de trigo, arroz, macarrão integrais, quinoa e floco de aveia;
  • leguminosas: feijão, lentilha, grão-de-bico, soja e ervilha;
  • legumes: cebola, abóbora, vagem, alface, acelga, rúcula e tomate;
  • carnes magras: frango, peixe branco e carne bovina magra;
  • frutas: pêssego, abacaxi, pera, mamão e laranja;
  • gorduras boas: óleo de coco, abacate, azeite extravirgem, manteiga;
  • oleaginosas: amêndoas, amendoim, castanhas e avelã;
  • leite e derivados: iogurte desnatado, leite desnatado e queijos brancos.

Apesar de estarem incluídas na dieta, as frutas devem ser consumidas em pequenas quantidades por possuírem açúcar natural. 

E quais são os alimentos que o diabético deve evitar?

Como você viu, também existem alguns alimentos que devem ser evitados pelos diabéticos  porque aumentam o índice glicêmico, como: 

  • açúcar e doces em geral;
  • mel, geleias e compotas;
  • bebidas açucaradas: sucos industrializados e refrigerantes;
  • tubérculos: batata doce, inhame, batata e macaxeira;
  • carnes processadas: salsicha, linguiça, presunto, salame, bacon, mortadela e peito de peru;
  • bebidas alcoólicas: vinhos, cervejas e destilados.

No momento de consumir os produtos ou alimentos industrializados é importante ler os rótulos, pois o açúcar pode estar disfarçado sob outra nomenclatura, como xarope de milho, maltose, frutose e maltodextrina. 

Quais são os outros cuidados necessários para prevenir ou controlar a diabetes?

Existem outras maneiras de prevenir ou controlar a diabetes, além de uma alimentação adequada. Algumas delas são:

Registre os valores de açúcar no sangue

A monitorização da glicemia é a principal maneira de acompanhar a diabetes para entender o funcionamento do corpo em relação aos alimentos que consome.

Por isso, é essencial registrar os valores de açúcar no sangue. A frequência de monitorização da glicemia varia conforme a necessidade de cada paciente. Portanto, converse com seu médico.

Mantenha o peso ideal

O sobrepeso e a obesidade são um dos fatores de risco para o desenvolvimento da diabetes. Mas por quê? O acúmulo de gordura pode levar o organismo a se tornar resistente à insulina.

Dessa forma, os índices glicêmicos no sangue aumentam. Por isso, é fundamental manter o peso no valor ideal.

Coma a cada 3 horas

Quando as pessoas ficam muito tempo sem se alimentarem, podem acabar comendo mais do que o necessário. Geralmente, comem mais bobeiras — são alimentos que aumentam a glicemia.

Por isso, os nutricionistas recomendam que os pacientes diabéticos se alimentem a cada 3 horas. 

Abandone o cigarro 

Estudos mostram que a nicotina se liga aos receptores nicotínicos das células beta do pâncreas — responsáveis por produzir insulina.  

Isso faz com que reduza a produção desse hormônio, aumentando a presença de açúcar no sangue. Por essa razão, o cigarro deve ser abandonado.

Controle a pressão arterial

A hipertensão arterial também pode contribuir para o surgimento da diabetes. Isso ocorre porque a pressão causada nas artérias enrijece as suas paredes.

Dessa forma, dificulta o acesso das células à insulina, elevando os níveis de açúcar no sangue. Portanto, é essencial controlar a pressão arterial.

Pratique atividade física regularmente

A prática de atividades física regular ajuda o organismo a controlar a diabetes, pois diminui os níveis de gordura no sangue,

Além disso, controla o peso e ainda melhora a circulação sanguínea. Então, não deixe de praticar atividades físicas regularmente.

Comece hoje a cuidar da sua saúde!

Como você viu, é possível evitar e controlar a diabetes. Mas, para isso, é fundamental adotar boas práticas, especialmente no que se refere à alimentação.  Não perca e coloque essas dicas em prática!

Quer controlar melhor a sua pressão arterial para evitar problemas com a diabetes? Conheça nossos aparelhos de monitor de pressão Microlife! Temos a solução ideal para as suas necessidades.

diabetes, MedHyper

Assine nossa newsletter

Gostaria de receber informações e comunicações do projeto MedHyper via email com a opção de descadastramento a qualquer momento.

Contato